SUCESSO EM BETIM. NÃO PERCA! INGRESSOS ONLINE

Uma História de amor à arte circense...

Acrobacia, magia, trapézio… artes que passam de pai para filho. Quem nasce sob a lona de um circo dificilmente escolhe outra profissão, pois se apega à lona e ama o que faz. Conhecer um pouco da história destes verdadeiros heróis da resistência é embarcar numa viagem cheia de aventuras, alegrias, tristezas e muita emoção. Assim podemos apresentar a família Lestar cujo sobrenome carrega toda uma tradição vivida sob as lonas deste Brasil.
A tradição circense dos Lestar começou quando o patriarca da família, Vicente Lestar, até então com apenas treze anos, resolveu seguir um circo que passava em sua cidade, Buenos Aires. O menino foi crescendo e como é tradição nos circos foi aprendendo de tudo. Alguns anos passam, e o circo em que trabalhava veio fazer uma temporada no Brasil, quando na cidade de Piracicaba, conheceu Ermínia.
A moça, encantada com o artista, resolveu abandonar tudo para seguir seu sonho. Embarcou no circo e casou-se em Buenos Aires, onde deu início à primeira geração circense da família Lestar com o nascimento dos filhos.

Com um circo próprio, a família Lestar percorreu as estradas do interior do país levando a alegria da arte circense. Diante dos vários problemas em comandar uma companhia nômade, resolveram baixar as lonas e trabalhar em vários circos brasileiros.

No ano de 2004, a família se reúne novamente e inaugura o Big brother’s Cirkus. Ewerton, Alessandro e Carmem Lestar comandam a nova companhia que traz a alegria do circo a todas as idades.

Fechar Menu
×
×

Carrinho